MATÉRIAS DESTE BLOG

Na coluna a direita você encontra TRÊS BLOCOS onde estão divididas ás matérias deste Blog, é só clicar no link e você será redirecionado para á página solicitada.

21 de nov de 2012

CERCA DE 20% DA POPULAÇÃO ESTÁ DEPENDENTE QUÍMICA

A dependência de qualquer tipo de droga é uma doença progressiva, vai se agravando com o passar do tempo devido à tolerância que o indivíduo vai desenvolvendo, por uma ou mais drogas que ele se adaptou fisiologicamente e psiquicamente.

Devido a fenômenos que envolvem a sintomatologia da doença, cujo assunto está longe de ser esgotado devido à sua complexidade, não é de admirar que o empresário fique perdido quando há estes casos na sua empresa.

Sabe-se, que cerca de 20% ou mais, de uma população, são portadores da dependência química, com isto dá para explicar que não há lugar, muito menos numa empresa, que certamente haverá próximo a este número de pessoas que sofrem com esta doença e que podem estar lá há muito tempo, até sendo bons funcionários, mas que começaram a se exceder no álcool ou outras drogas desde um tempo para cá.  Aliás, este comentário é muito comum no meio de colegas, chefes e patrões sobre o funcionário com o problema.

O século XXI já chegou e são poucos os empregadores que conhecem os números assustadores do problema: estima-se que perto de 51% dos leitos em instituições psiquiátricas, e em torno de 30% nos hospitais clínicos, são devidos a internamentos por dependência química. Isto gera um déficit para o País de US$ 1 bilhão por mês, segundo últimas estimativas oficiais, informe da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados.

Infelizmente, ainda hoje, a dependência química é muito pouco difundida nas nossas universidades entre estudantes de medicina, psicologia, psiquiatria, e o que é mais visto são os sintomas e não a causa primária que é o alcoolismo ou outras drogas. Basta um laudo de causa mortis e nele não se encontrará morte por alcoolismo, mas por cirrose hepática, parada cardíaca, entre outras, sendo que na realidade foi o álcool que causou os sintomas secundários e a morte.


Clique nas Imagens e Conheça também:

Palestra em Power Point sobre Prevenção 
ao uso de Álcool e Drogas        

                                      

Palestra em Power Point sobre 
Prevenção ao uso do Crack       



CONHEÇA TAMBÉM
E-BOOK: COMO PARAR DE BEBER E USAR DROGAS

COMO PARAR DE BEBER E USAR DROGAS
Rogério Fernando Cozer
Coordenador de Projetos de Prevenção ao uso de álcool e outras Drogas
MAIS INFORMAÇÕES: alcooledrogas@pragadomilenio.com


Créditos:
Rogério Cozer
Coordenador no Programa de Prevenção de 
Álcool e Drogas no trabalho


Celso Maçaneiro 
Comissão de Prevenção ao
Uso e Abuso do Álcool e Outras Drogas do Rotary Club
Curitiba Gralha Azul

Nenhum comentário:

Postar um comentário