MATÉRIAS DESTE BLOG

Na coluna a direita você encontra TRÊS BLOCOS onde estão divididas ás matérias deste Blog, é só clicar no link e você será redirecionado para á página solicitada.

AS DROGAS MATAM - A FALTA DE SOLIDARIEDADE TAMBÉM


O que será que realmente pensam os políticos desse país que nós elegemos imaginando que os mesmos farão que a qualidade de vida de cada indivíduo brasileiro melhore?

O que se passa na cabeça deles com relação aos usuários dependentes de álcool e drogas?

O que será que pensam as pessoas responsáveis pela saúde pública do povo brasileiro com relação aos dependentes químicos?

O que será que pensam os diretores, professores e todos os responsáveis pela educação do povo brasileiro com relação à dependência química?

O que será que se passa na cabeça dos policiais ao prenderem um dependente químico por portar um baseado de maconha, ou duas pedras de crack ou 0,5 gramas de cocaína?

O que se passa na cabeça de tantos religiosos que nem sempre fazem aquilo que cobram das demais pessoas, e muitas vezes esquecem-se do maior mandamento deixado por Jesus Cristo, “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”.

O que se passa na cabeça de tantos pais que realmente sabem que têm um filho dependente químico, porém negam. “Meu filho não, nunca!!!”

O que se passa na cabeça do povo brasileiro que assiste ao vivo e em cores toda a podridão das cracolândias espalhadas nos grandes centros de nosso país?

O que se passa na cabeça de um dependente químico eu sei, pois sou um, embora sóbrio jamais deixarei de ser um dependente químico.

Não me orgulho disso em hipótese alguma, pois 26 anos da minha vida foram destruídos graças à “Praga do Milênio – Álcool e Drogas”.

Porém me orgulho muito em dizer que consegui deixar o vício e que aprendi nesses anos em que sofri com a dependência a ter um mínimo de caráter, e entender melhor o ser humano, suas fraquezas, suas dificuldades, e aprendi a respeitar a cada ser humano, independente de sua condição social, condição financeira, raça, credo religioso, cargo profissional e identidade.

Por falar em identidade, onde está à identidade das pessoas que além de não oferecerem nenhum tipo de ajuda aos que mais necessitam, acabam ainda por menosprezar, ridicularizar e marginalizar o indivíduo. Da maneira em que agem parece até mesmo que gostam de ver pessoas morrendo, seja lá por qual causa for, mas principalmente quando se trata de um dependente químico, pois assim afirmam: Um marginal a menos na sociedade.

A dependência química não é brincadeira nem muito menos marginalização do indivíduo. É reconhecida como doença e não tem cura, apenas tratamento. E não é com qualquer tipo de tratamento que se recupera um dependente químico e sim com a:

“TERAPIA DO AMOR”.

Mas como aplicar tal terapia?

Onde esta o amor?

É inadmissível argumentar ou afirmar que existe amor para com o dependente químico, eu comecei esse texto com algumas perguntas, ache você às respostas para elas e verás que não existe amor com os dependentes químicos.

Comecei pelos políticos, políticos são verdadeiros atores do inferno (sem generalizar, a alguns um tanto que preocupados, mas mesmo assim muito poucos) que conseguem por incrível que pareça seduzir ao eleitor e mesmo mostrando uma péssima administração se elegem novamente, vejam os casos noticiados pela mídia.

É uma vergonha!

Se o político não se preocupa nem com crianças, idosos, aposentados, trabalhadores com salário mínimo, acha que vão se preocupar com dependente químico. Ora me faça um favor, de vez em quando aparece um falando umas bobeiras que chega a dar nojo!

Na sequência fiz a pergunta sobre os responsáveis pela saúde pública no Brasil, não dá nem pra comentar, pois o pobre cada dia mais pobre, mais morre sem hospitais, médicos, remédios e principalmente sem amor dos funcionários públicos estaduais e municipais, que tratam o ser humano pior do que se trata cachorro de rua, quem dirá então de dependentes químicos que aos olhos de todos são assim:

Se usam drogas, são nóias.
Se bebem, são bêbados, pingaiadas, pé de cana, etc...

Continuando, a pergunta foi sobre o que será que pensam as autoridades de ensino.

Na verdade eu acho que eles nem pensam, pois não vejo nenhuma ação dentro das escolas para orientar os alunos com relação à dependência química, e o pior não vejo nenhuma ação para coibir que dentro das escolas pare o tráfico, nem por parte dos responsáveis pelo ensino, bem como por autoridades policiais.

O consumo de drogas diminuiria e muito se dependência química fosse matéria escolar, mostrando os prejuízos que a droga e o álcool ocasionam no indivíduo, na família e na sociedade.

Em vez disso a preocupação do momento é a homofobia, daqui a alguns dias vão ensinar como pessoas do mesmo sexo devem fazer sexo de maneira segura, se é que já não estão ensinando!

Existe uma desculpa por parte de muitos professores e diretores por não se envolverem com o tráfico de drogas dentro das escolas, eles têm medo, isso mesmo medo. Então porque não mudam de profissão e dão espaço a milhares de professores que estão desempregados, será que eles se esquecem de que a segurança dos alunos também é de responsabilidades deles? Eles não sabem que os pais ao deixarem seus filhos nas escolas confiam a eles professores a educação e a segurança dos mesmos?

O problema é que nessa classe de professores não existe nenhuma união, você não ouve nem vê a classe se organizar e pleitear em favor deles mesmo, ou de alunos, ou pedir por mais segurança, ou clamar para melhorar a qualidade de ensino nas escolas, vão indo do jeito que a maré manda. E assim não funciona, os mais prejudicados são os alunos, regidos na maioria das vezes por um bando de incompetentes desanimados. “Talvez lendo essa matéria queiram me criticar, podem me criticar desde que mudem essa mediocridade com que cuidam de nossos filhos."

A seguir a pergunta foi sobre o que pensam os policiais ao prenderem usuários de drogas.

Deixa-me inconformado ver a maneira como é tratado o dependente químico, a polícia vai em busca do usuário ou do infrator que tem em mãos uma certa quantidade de droga para comércio, mas não vão investigar e prender o cabeça, o traficante mesmo, o chefão que usa de viciados para distribuir a droga. Não que eu concorde com o viciado que distribui a droga, mas porque não prendem os cabeças, eles sabem quem são, sabem onde estão, mas mesmo assim nada é feito, e quando é feito “A Polícia prende” “A Justiça solta”.

Todos condenam e com razão aqueles que trabalham para o tráfico, mas já foram se informar porque a maioria deles se envolveram com o tráfico?

Nosso país não oferece educação, não oferece segurança, não oferece emprego, não oferece saúde, não oferece áreas de lazer para o pobre, não oferece que o mesmo tenha sonhos, mesmo porque se tiver serão na maioria das vezes frustrados, não oferece respeito por parte de políticos, pois os exemplos deles são os piores possíveis, se eles lá no poder infligem leis e não são punidos, que exemplos dão? Não oferece respeito social, muito menos igualdade social. Procure saber se pobre recebe algum incentivo ao esporte, a cultura, a lazer e diversão, eu sei a resposta e por isso sei também da onde vêm incentivos para eles, e você sabe também!

E os religiosos, perguntei lá atrás, o que passa na cabeça deles com relação aos dependentes químicos. Bando de hipócritas que cuidam muito mal de suas próprias vidas e mesmo assim adoram cuidar da vida dos outros. Falam de amor, mas não amam. Falam de caridade, mas não praticam. Falam de perdão, mas não perdoam. Pregam uma salvação que tem que ser comprada com dinheiro. São mascarados, na frente das pessoas são uma coisa e por de trás outra. E vou muito mais longe, não tenho dúvidas que a salvação está muito mais próxima dos dependentes do que para esses hipócritas, pois disse Jesus: Os humilhados serão exaltados!

É comum dentro das igrejas o dependente químico, seja ele por drogas ou por álcool ser desprezado, ser ridicularizado e ser excluído do meio, fazer isso é muito mais fácil do que estender a mão e ajudar, pois ajudar requer também responsabilidade e esse bando de religiosos hipócritas não gostam de responsabilidade, pois jogam ela toda para Deus! Mas sei que um dia todos serão julgados, e disse Jesus:

“Com a mesma medida que medires também sereis vós medidos”.

A próxima pergunta foi sobre os pais, haaa os país!

Eu não sei onde muitos pais estão com a cabeça, ou com os olhos, pois não enxergam ou fazem de conta que não enxergam o que esta acontecendo dentro de suas casas.

Será que os pais não percebem o tipo de amizade que seus filhos têm?

Será que não percebem que as atitudes são rebeldes? Não vêm as roupas que seus filhos usam? Não vêm as tatuagens que eles andam pintando pelo corpo? Brincos, cabelos coloridos e bagunçados, piercing, baladas e mais baladas, noites fora de casa, mentiras, preguiça, dureza de coração. Os pais vêm acontecer, porém não repreendem e quando vão se dar conta já é tarde. Fora que muitos pais sabem que seus filhos usam maconha e acham a coisa mais natural do mundo, mal sabem que a porta para as drogas mais pesadas é a maconha.

Em muitos casos os pais sabem que seus filhos usam drogas, porém tem medo e vergonha de assumir, dizem “Meu filho não, nunca”, mal sabem que a dependência quanto mais tarde se procura um tratamento, mais difícil é de se recuperar.

Temos também os pais que são dependentes químicos, muitos pais alcoólatras, dando exemplo errado para seus filhos, ou até mesmo ficam sem moral para cobrar algo dos filhos devido a sua dependência.
Infelizmente a família é na maioria das vezes a responsável por seus filhos desenvolverem a dependência química.
Hoje em dia é muito difícil ver uma família dar a seus filhos uma educação religiosa, uma educação onde não prevaleça o materialismo e sim o amor á si mesmo, ao próximo e a Deus.
Pais muitas vezes não podem cobrar por não serem exemplos de verdadeiros pais, trabalhadores, cristãos, etc.

E o povo brasileiro o quê diz dos dependentes químicos?

Não dizem muita coisa, pois não têm nada a dizer. Alguns falam que os usuários são doentes, outro falam que são vagabundos, outros dizem que são marginais, mas uma coisa a grande maioria tem em comum, dizem assim: Não é problema meu!!!

E se for para pensar não é mesmo!

Porém um dependente químico sabe muito bem o quão difícil é se livrar das drogas e do álcool, e sabe também o quão difícil é conseguir isso sozinho e quanto é duro ver estampado nas pessoas a FALTA DE SOLIDARIEDADE.

O álcool e as drogas pode atingir qualquer pessoa independente de sua classe social, ou cultural, ou financeira. O Álcool e as Drogas “A PRAGA DO MILÊNIO” vem matando muitas pessoas diariamente em todo o mundo e a FALTA DE SOLIDARIEDADE também tem contribuído muito com isso.

Hoje, todos os dias, meninas com menos de 15 anos se prostituem fazendo do sexo a moeda de troca por drogas em todo o Brasil. Crianças são iniciadas nas drogas muitas vezes por não terem comida para sobreviver. É muito mais fácil para uma criança conseguir uma Pedra de Crack, do que um prato de comida, ou um pouco de atenção, um pouco de carinho, um pouco de amor.

Nossos jovens estão tendo seus sonhos destruídos e suas vidas abreviadas.

As famílias aniquiladas pela dependência química.
Já não há mais harmonia nos lares, só mentira, prostituição, adultérios, falência financeira, falta de respeito, desentendimentos, agressões físicas e morais, falta de amor, na maioria das vezes devido ao álcool e as drogas.

Não seja você também uma vítima, não deixe sua família ser uma vítima. Se você tem problemas com álcool ou drogas, procure auxílio. Se você conhece alguém que tem problemas com álcool ou drogas, ajude-o, incentive-o a fazer um tratamento. Não zombe, nem faça descaso de um alcoólatra ou de um drogado, são vítimas, assim como você ou alguém de sua família pode ser também.

Os dependentes químicos são seres humanos que aos olhos de Deus têm o mesmo valor que qualquer outra pessoa, cada vez que alguém maltrata um dependente químico, maltrata e muito a Deus.

Faça barulho em sua casa, em sua vizinhança, em sua comunidade, no seu condomínio, no clube que faz parte, faça barulho nas escolas, nas igrejas, no seu trabalho, em seu convívio social, agarre a bandeira do COMBATE AS DROGAS, se você bebe ou usa drogas seja agora o primeiro a se tratar, e estenda também a sua mão para auxiliar o próximo.


Clique nas Imagens e Conheça nossas Palestras de Prevenção ao uso indevido de Álcool e Drogas, assim você será direcionado para a página onde poderá assistir as apresentações.

Palestra em Power Point sobre Prevenção 
ao uso de Álcool e Drogas        

                                      

Palestra em Power Point sobre 
Prevenção ao uso do Crack       




Palestra em Power Point sobre Prevenção e Tratamento 
do Alcoolismo para Jovens e Adultos





CONHEÇA TAMBÉM
E-BOOK: COMO PARAR DE BEBER E USAR DROGAS


COMO PARAR DE BEBER E USAR DROGAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário